#Blog

navegue pelos jobs, tags ou busque aqui o que procura ;)

11 dicas de redação – pauta é com a gente mesmo
Por Agência Cadaris
12/07/2017

Há quase 10 anos recebemos um treinamento de um jornalista do Valor Econômico aqui na Cadaris (amigo nosso), de como fazer (bem) uma reportagem. Foram dicas de redação fundamentais, que ajudam em qualquer job de redação. Os anos passaram, mas elas continuam totalmente atuais.

Nós também fazemos reportagem, com foco principal em veículos de comunicação corporativa, porém o mais legal é que essas dicas de redação valem até para outros materiais, mesmo os de marketing e publicidade. Pelo menos algumas delas.

Conheça 11 passos para ser feliz na tarefa de levantamento e execução de pautas:

1 – Verificar de onde surgiu a ideia para a pauta.

2 – Checar a viabilidade dessa ideia.

3 – Conversar com o editor para que a ideia possa se transformar em pauta.

4 – Buscar dados relacionados a essa ideia: arquivos, empresas atuantes, movimentação econômica, histórico, o que já foi publicado, etc. Quanto melhor for o arquivo, mais fácil será o trabalho de reportagem. Recordar é viver.

5 – Checar se a pauta reflete eco com fontes independentes.

6 – Procurar fontes diretamente envolvidas, independentes (analistas e associações, por exemplo) e concorrentes.

7 – Conduzir a entrevista para não perder o foco. Fazer uma introdução pode contribuir para que a fonte não perca tempo falando o que você já sabe e para ela saber que você entende do assunto que está tratando.

8 – Checar informações com outras fontes. Em alguns casos, você terá que voltar para a primeira fonte para confrontar informações. Lembre-se: seu compromisso e com a informação e não com a fonte.

9 – Nova conversa com o editor antes de escrever a matéria para checar se os caminhos e rumos da reportagem correspondem às expectativas.

10 – Redigir, colocar tudo no papel. Se o trabalho foi bem executado até aqui, essa tarefa será fácil.

11 – A matéria não acaba no ponto final. Acompanhar se o que foi dito pela fonte será executado. Caso contrário, por quê? Acompanhar também a repercussão do que foi escrito.

Veja também:

veja mais

Contato Rápido!

Fechar