#Blog

navegue pelos jobs, tags ou busque aqui o que procura ;)

Maris Harada | Gamification ainda engaja sim! (insight5)
Por Maris Harada
24/11/2017

Por que tem a foto de um golfinho? Você vai ter que ler até o fim pra entender…

Ontem estive no evento One da Sigularity University Chapter São Paulo, realizado na sede da IBM. Após as palavras de boas-vindas do Marcelo Porto, presidente da IBM, e do Conrado Schlochauer, embaixador do S.U. SP, dois caras assumiram o comando do microfone, Bruno Macedo e Paulo Renan, fundadores do Fex – Future Explorers. Em segundos, eles conseguiram captar o número de celular e o nome de grande parte da plateia com uma atividade de gamification.

Você pode pensar que isso foi fácil numa plateia de millenials e eu digo que você está 100% errado. Como era um evento exclusivo para membros da comunidade do Chapter São Paulo da S.U., a audiência tinha uma faixa etária média de 30 a 35 anos e era composta por executivos da área de tecnologia, donos de startups e interessados em organizações exponenciais. E como os caras fizeram isso? Simplesmente, convidaram a gente pra jogar. Gamification.

Eles contaram como era o jogo What if e a importância de nos despirmos de preconceitos e julgamentos conosco mesmos e com os demais participantes. Nos foram apresentados dois cenários: 1. cientistas decodificam linguagem dos golfinhos; 2. google lança telefone com aplicativo para tradução simultânea de mais de 40 idiomas. Um link foi exibido na tela para quem quisesse jogar. Ao entrar no link, fomos adicionados a um grupo de whatsapp. Nosso objetivo era criar possibilidades conectando esses dois cenários e postar as ideias no grupo. As frases deveriam começar com “E SE” (what if). Simples, divertidíssimo. Genial.

Entre os blocos das palestras do evento, o “E SE” referia-se a dois cenários apresentados nas palestras como A.I., melhoria na saúde, etc. No final, confesso que muitos de nós ficaram frustrados com o jogo que acabou sem conclusão. Alguns até esperavam por uma intervenção do Watson, mas não rolou, rs rs rs. O fato é que o grupo do whatsapp, que reúne as pessoas que eu citei e profissionais de peso da IBM, do Chapter e de ExOs brasileiras, foi transformado – por sugestão de uma das participantes – num grupo de discussão sobre tendências e inovação.

Gamification Evento Singularity University

Foto enviada pelo Conrado Schlochauer após a publicação deste artigo. Ele foi a única pessoa que não estava jogando, mas isso porque ele já tinha jogado antes e esgotado seu repertório sobre golfinhos.

Outras pessoas foram sendo adicionadas e no momento de fechamento deste artigo estava com 161 membros e não parava de crescer. E o grupo tá bombando, interessantíssimo. Confesso que estou me sentindo meio ignorante no meio de tanta gente fera, já que meu contato diário com tecnologia se restringe à minha atuação como profissional de marketing digital.

Já me desculpo com os colegas do grupo se desagrado alguém com o comentário que vem a seguir, mas como profissional de marketing não posso deixar de notar que, com essa estratégia de gamification, os promotores do encontro tem agora um canal 1:1 para conversar com um público de leads qualificados, gerados espontaneamente, em segundos e que continua aumentando “exponencialmente”. Eu acredito que esse não tenha sido o objetivo do jogo, já que todos os nossos dados foram fornecidos ao ingressar na comunidade do chapter. De toda forma, o primeiro pensamento que me veio à minha mente (depois é claro que eu conectei o golfinho com o google phone) foi que este jogo foi uma excelente estratégia de engajamento e fomentação da transformação digital nas organizações.

Ah! Por que tem a foto de um golfinho neste artigo? Porque todo mundo se empolgou com o What If e ninguém tirou foto da galera jogando…

Até a próxima!

Maris

 

Mais sobre Gamification

RODRIGO REZENDE | GAMIFICAÇÃO – COMO PODEMOS USÁ-LA POR AQUI?

 

Meus outros insights de Marketing Digital

#insight1 – Publicidade mobile | PARA ONDE CAMINHA O MARKETING DIGITAL

#insight2 – Empatia | COACHING NO METRO, DICA DE COLABORAÇÃO

#insight3 – Propósito | 3 LIÇÕES DE MARKETING DO U2

#insight4 – Fator Humano | O HOMEM COMO ELEMENTO CENTRAL NA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL

Veja também:

veja mais

Contato Rápido!

Fechar