#Blog

navegue pelos jobs, tags ou busque aqui o que procura ;)

Marketing de influência: qual influenciador você escolheria?
Por Agência Cadaris
07/07/2017

Vamos combinar que é comum ouvir e dizer que a criança segue o exemplo do pai ou da mãe, não é mesmo? Afinal, o filho enxerga neles os seus primeiros, e talvez mais importantes, ídolos para toda a vida. Mas a gente vai crescendo e, com isso, encontra outras pessoas referências, como amigos, professores, colegas de trabalho e mentores, entre outros.

Há também aqueles que a gente nem conhece de perto, mas em quem confiamos por algum motivo, ainda que nem saibamos por quê. Pode ser por lhes admirarmos profundamente pelo que fazem ou pelo que eles são ou apenas por termos alguma simpatia. Uma conexão, de qualquer tamanho.

É nisso que as empresas pensam quando escolhem seus influenciadores, seja um garoto-propaganda, um embaixador da marca, um famoso para a peça publicitária ou ação de merchandising e por aí vai, até chegar ao mundo digital.

Ainda que vivamos em um tempo onde celular, aplicativos, mídias sociais e conectividade, entre outros muitos termos, são personagens protagonistas para grande parte da sociedade, a coisa é muito nova. Nesse cenário digital, tem muita gente desconhecida fazendo sucesso. Mas como assim desconhecida?

Vamos ajustar o raciocínio. São pessoas que carregam milhares de fãs na bagagem, mas que, por outro lado, muita gente nunca ouviu falar. Não é a mesma coisa de ator famoso de novela, de filme. Os meios se multiplicaram muito, e com essa descentralização ficou mais difícil saber de tudo, de todos.

Isso acontece na música também, como em outros muitos setores. Cada vez mais gente “famosa” que “ninguém conhece”.

Mas vejamos que nem tudo é dessa forma. Entre os “famosos desconhecidos” da internet tem muita gente se destacando. E as empresas estão de olho nas oportunidades que essas pessoas oferecem para as suas marcas.

Veja também:

veja mais

Contato Rápido!

Fechar